Uma publicação da SAEP Sociedade de Análise Existencial e Psicomaiêutica logo SAEP
EDIÇÃO ESPECIAL Página atualizada em 07 de outubro de 2000

 

Trabalho do GED de Músicas Existenciais

 

Músicas sobre Solidão
 
Psicóloga Renata Freitas
 
Trabalho produzido no Grupo de Estudo Dirigido da SAEP sobre Músicas Existenciais coordenado pelo psicólogo Jadir Lessa


TRISTE
(Tom Jobim; Voz: Pedro Mariano).

Triste é viver na solidão
Na dor cruel de uma paixão
Triste é saber que ninguém pode
Viver de ilusão
Que nunca vai ser
Nunca vai dar
O sonhador tem que acordar

Tua beleza é um avião
Demais pra um pobre coração
Que para pra te ver passar
Só pra me maltratar
Triste é viver na solidão

Triste é viver na solidão
Na dor cruel de uma paixão
Triste é saber que ninguém pode
Viver de ilusão
Que nunca vai ser
Nunca vai dar
O sonhador tem que acordar.

DANÇA DA SOLIDÃO
(Paulinho da viola; Voz: Marisa Monte).

Solidão é lava que cobre tudo
Amargura em minha boca
Sorri seus dentes de chumbo
Solidão palavra cavada no coração
Resignado e mudo
No compasso da desilusão
Desilusão, desilusão
Danço eu dança você
Na dança da solidão
Camélia ficou viúva,Joana se apaixonou
Maria tentou a morte, por causa do seu amor
Meu pai sempre me dizia, meu filho topme cuidado
Quando eu penso no futuro, não esqueço o meu passado

Quando vem a madrugada, meu pensamento vagueia
Ponho os dedos na viola, contemplando a lua cheia
Apesar de tudo existe, uma fonte de água pura
Quem beber daquela água não Terá mais amargura.

DE MAIS NINGUÉM
(Marisa Monte/ Arnaldo Antunes).

Se ela me deixou, a dor
É minha só, Não é de mais ninguém.
Aos outros eu devolvo a dó,
Eu tenho a minha dor.
Se ela preferio ficar sozinha,
Ou já tem um outro bem.
Se ela me deixou a dor é minha,
A dor é de quem tem.

É o meu troféu, é o que restou,
É o que me aquece sem me dar calor.
Se eu não tenho o meu amor,
Eu tenho a minha dor.

A sala, o quarto, a casa está vazia,
A cozinha o corredor.
Se nos meus braços ela não se aninha,
A dor é minha.

É o meu lençol, é o cobertor,
É o que me aquece sem me dar calor.
Se eu não tenho o meu amor
Eu tenho a minha dor (...)

AÇAÍ
(Djavan)

Solidão
De manhã
Poeira tomando acento
Rajada de vento
Som de assombração
Coração
Sangrando toda a palavra sã
A paixão
Puro afã
Místico clã de sereia
Castelo de areia
Ira de tubarão
Ilusão
O sol brilha por sí
Açaí
Guardiã
Zum de besouro
Um ímã
Branca é a tez da manhã.


Psicóloga Renata Freitas
Aluna da 10ª turma do Curso de Formação de
Psicoterapeutas Existenciais da SAEP.


Conheça os Psicoterapeutas Existenciais na Internet

Para incluir seu nome clique aqui

Psicólogo, inscreva-se no Curso à Distância:

Curso de Introdução ao Existencialismo via Internet ou Correio

Estude sem sair de casa

LIVROS RECOMENDADOS

Volta para o Índice


Existencialismo - SAEP - Jornal Existencial - Psicologo Jadir Machado Lessa - Psicoterapeutas Existenciais

Copyright ©1999 - Todos os direitos reservados à SAEP - Sociedade de Análise Existencial e Psicomaiêutica. Webmaster: Jadir Lessa jadirlessa@easyline.com.br   

SAEP: Rua Conde de Bonfim, 370 Sala 1004 - Tijuca - Rio de Janeiro - RJ - CEP 20520-054 - Tel. (021) 567-4420 e Telefax (021) 264-8615